Facebook

Coronavírus Itália, referendo do corte de parlamentares é adiado

O referendo sobre o corte de parlamentares, marcado para 29 de março, foi adiado devido à emergência do Coronavírus. A decisão foi tomada durante reunião do Conselho de Ministros. A nova data do referendo será ainda decidida, com a possibilidade de combinar a votação com eleições regionais que deverão ser realizadas na primavera.

Os cidadãos italianos no exterior participam do referendo com o voto por correspondência. A fim de receber o envelope com a cédula para a votação, é necessário estar com o endereço atualizado no AIRE - Anagrafe Italiani Residenti all'Estero. Eleitores no Brasil já começaram a receber a cédula enviada pelos correios. 

O referendo sobre o corte de parlamentares foi adiado. Uma decisão tomada pelo Conselho de Ministros por causa da emergência do Coronavírus e da epidemia que agora afeta todo o território nacional. O referendo confirmatório estava marcado para 29 de março: os cidadãos serão convocados - em uma data a ser definida - para decidir se devem ou não confirmar a reforma constitucional com a qual se espera um corte no número de parlamentares.

Se confirmada a reforma, os deputados eleitos na Câmara serão reduzidos de 630 para 400. No Senado, os representantes deverão cair de 315 para 200. No total, portanto, o número de parlamentares - no caso de um voto a favor da reforma definitivamente aprovada no final de 2019- diminuiria de 945 para 600. O pedido de adiamento do referendo foi apresentado principalmente pelos Radicali e pela + Europa. (Redação www.oriundi.net)