UIL

"Maratona Scarpelli" destrói fake news da cidadania italiana

Advogado Luiz Scarpelli presta consultoria jurídica gratuita e salva, da desinformação, os ítalo-descendentes.

A desinformação dos ítalo-descendentes, quanto ao reconhecimento da cidadania italiana, tem sido um prato cheio para os falsos assessores que atuam na ilegalidade, a chamada “máfia da cidadania italiana”. O número de vítimas, ao longo dos últimos anos, é incontável – assim como as altas somas acumuladas por pessoas inescrupulosas que se apropriam, não apenas do dinheiro alheio, mas de projetos de vida, ao destruírem o sonho de famílias inteiras.

Entretanto, esta realidade, em que o crime reinava livremente, foi duramente atingida, graças à iniciativa do advogado ítalo-brasileiro Luiz Scarpelli, que é inscrito na Ordem dos Advogados de Roma (avvocato stabilito), e atua no reconhecimento da cidadania italiana, pelas vias materna e paterna (cittadinanza iure sanguinis), no Tribunal de Roma, na Itália. Idealizador do canal no Youtube “Corrente do Bem”, no ar desde 2018, ele foi o primeiro a denunciar os crimes cometidos no mundo da cidadania italiana e a desfazer falsas informações que, até então, eram tidas como regras e, em alguns casos, até tratadas como verdadeiros “dogmas”.

Determinado a destruir a “máfia da cidadania italiana”, Scarpelli, que também consta nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Goiás) e de Portugal (Coimbra), vem desferindo, desde 2018, golpes vigorosos nos infratores, não apenas apresentando denúncias – inclusive oficializadas junto a autoridades judiciárias, no Brasil e na Itália -, mas, sobretudo, levando aos ítalo-descendentes informação jurídica de qualidade. 

"Maratona Scarpelli 2020", 80 horas de consultoria jurídica gratuita

E foi neste sentido que, em 30 dias consecutivos, o advogado Luiz Scarpelli concedeu, gratuitamente, verdadeiras aulas de saber jurídico italiano. Ao longo de todo o mês de setembro, foram realizadas transmissões ao vivo (lives), diárias, algumas com mais de 3 horas de duração. Os mais diferentes aspectos – jurídicos e administrativos –, acerca da cidadania italiana e da vida do cidadão italiano na Itália, foram tratados pelo advogado, em perguntas e respostas, totalizando em torno de 80 horas de transmissão. Participaram online cerca de 300 famílias, com mais de 20 mil espectadores, até o momento.   

Luiz Scarpelli, durante uma das suas lives da "Maratona Scarpelli 2020", no Youtube

Veja, a seguir, alguns dos temas que foram abordados, por Scarpelli, nos trinta dias das lives “Maratona Scarpelli 2020”:

- O processo nos consulados da Itália no Brasil; as ilegalidades praticadas pelos consulados; as exigências ilegais dos consulados, que fazem imposições que não constam no ordenamento jurídico italiano; o bloqueio vergonhoso dos direitos dos ítalo-brasileiros; os políticos eleitos na América do Sul que não fazem nada pelos ítalo-brasileiros; a cidadania italiana pela via judicial paterna que já é realidade na Itália e faz com que os ítalo-descendentes não mais precisem se submeter às ilegalidades oferecidas pelo crime organizado, nem esperar mais de uma década nas filas dos consulados; cidadania italiana trentina judicial; as 12 modalidades existentes de permesso di soggiorno que permite morar na Itália, dentro da lei; quando é necessário de fato retificar documentos; como montar a pasta de documentos para a cidadania italiana, sem ter que contratar ninguém; a cidadania italiana pela via materna; localização e busca de certidões na Itália; prenota online, o sistema di governo italiano usado livremente pelo crime organizado; tudo sobre o processo de cidadania, inclusive pela via administrativa, para quem quiser fazer dentro da lei; como pedir residência na Itália, como preencher formulário de residência, como fazer o código fiscal; como alugar um imóvel na Itália; como saber se caiu em golpe e como sair fora antes que seja tarde demais; o processo nunca conclui e o coyote fica te enrolando? Saiba como agir; 120 minutos respondendo perguntas de tema livre e destruindo as fake news criadas pela máfia e pelos coyotes; permesso di soggiorno (visto) por motivo de estudo na Itália; como abrir conta corrente em um banco na Itália; o esquema do falso policial municipal (vigile) usado pela máfia da cidadania italiana na Itália, para roubar brasileiros de sangue italiano. 

No final da maratona, um participante ganhou o ajuizamento da ação de cidadania italiana, de graça, em Roma. Das famílias que assistiram a 60% das lives, quarenta e quatro receberam um voucher de 1.000 euros para o futuro ajuizamento de uma ação de cidadania, no Tribunal de Roma. No total, foram distribuídos 50 mil euros em prêmios. 

Acesse aqui, os 30 vídeos da “Maratona Scarpelli 2020”

O advogado Luiz Scarpelli entende que acabar com as fake news da cidadania italiana é para ele uma missão sagrada: “A Maratona Scarpelli da Cidadania italiana deverá ser realizada todos os anos, uma vez por mês. Com ela, nós já conseguimos salvar muitas pessoas. A cidadania italiana, esse direito tão bonito que é resgatar as raízes dos nossos antepassados, vejo como se fosse um paciente no CTI. A Corrente do Bem e seus integrantes são como a transfusão de sangue que ela precisa. Infelizmente, a cidadania italiana ainda está nas mãos do crime organizado e a máfia da cidadania está invadindo a via judicial. Os escândalos envolvendo criminosos de redes sociais que fazem parceria com advogados italianos já começaram a acontecer. Recentemente, soubemos do golpe de um assessor famoso, que fugiu com o dinheiro de 50 famílias. Ele captava, pelo Facebook, serviços para um advogado na Itália. Dois anos atrás, avisei que isso aconteceria. Ninguém pode vender serviços advocatícios, a não ser o próprio advogado“.

Segundo Scarpelli, a cidadania italiana encontra-se em estado de metástase, precisando de socorro. “Nós temos um governo e consulados italianos incompetentes, uma embaixada que não faz nada, políticos inoperantes que também não fazem nada, ou seja, nós não temos representação nenhuma. A cada dia que passa, o governo italiano retira os nossos direitos. E eu já cobrei e vou cobrar de novo: qual político, dos atuais quatro deputados e dois senadores, teve a coragem de protocolar uma denúncia contra o prenota online, esse sistema de agendamento do consulado italiano que existe para favorecer o crime organizado? Porque ali as pessoas não conseguem agendar nada, mas se elas pagam a uma empresa privada, de forma mágica, o seu nome aparece no sistema do consulado, uma verdadeira vergonha”.

Quem é o advogado Luiz Scarpelli

O ítalo-brasileiro Luiz Scarpelli nasceu em 1973, em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. De origem humilde, começou a trabalhar aos 12 anos, como office boy. Na adolescência, foi revendedor em diversas empresas de varejo e atacado, acumulando conhecimento, sobretudo na área comercial.

Após atuar em diferentes áreas do Direito, hoje Luiz Scarpelli é referência em cidadania italiana na Itália 

Scarpelli concluiu a graduação em Direito, na Universidade Fundação Mineira de Educação e Cultura (FUMEC), em Belo Horizonte, em 2006. Em 2010, tornou-se Membro do Instituto dos Advogados de Minas Gerais (IAMG). Sócio fundador do escritório Advocacia Luiz Gustavo Scarpelli, atuou nas áreas de Direito Civil, Direito Imobiliário, Direito Tributário, Direito Eleitoral, Direito Administrativo e Direito Ambiental. Integra os quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (SP, MG, RJ, ES e GO), desde 2006, e de Portugal (Coimbra), desde 2017. Na Itália, é inscrito como avvocato stabilito nell'Albo della Ordine Degli Avvocati di Roma, desde 2017. Faz parte do Council of Bars and Law Societies of Europe a Bruxelles, desde 2017.

Desde 2015, reside na cidade de Roma, na Itália, onde mantém escritório de advocacia Studio Legale Adv. Luiz Scarpelli, especializado em cidadania italiana (via judicial paterna e materna) e Direito da imigração na União Europeia. Tornou-se, nos últimos anos, referência na defesa das prerrogativas dos ítalo-brasileiros na Itália e na Europa. Em parceria com colegas italianos, em 2020, ampliou o atendimento de seu escritório, atendendo também casos de reconstrução de documentos judiciais na Itália; de defesa administrativa para cidadãos ítalo-descendentes, em atos ilegítimos de funcionários públicos italianos; e de formalização de notícia crime para vítimas de golpes da cidadania italiana na Itália.