Facebook

Dante Alighieri entra no calendário oficial italiano

O Conselho de Ministros aprovou a diretiva que estabelece o dia nacional Dantedì, em homenagem a Dante Alighieri, o poeta mais ilustre do país. A inicitiva vai ao encontro dos 700 anos de sua morte, que serão lembrados em 2021.

A dia escolhido foi 25 de março já que, segundo os estudiosos, teria sido nessa data o início da jornada do poeta ao submundo. 

"Todos os anos, em 25 de março, a data que os estudiosos reconhecem como o início da jornada para a vida após a morte da Divina Comédia, Dantedì será comemorado. Um dia para lembrar a genialidade de Dante, em toda a Itália e no mundo, com muitas iniciativas que terão um forte envolvimento de escolas, estudantes e instituições culturais ", afirmou o ministro do Patrimônio Cultural e Atividades e Turismo, Dario Franceschini, autor da proposta.

A iniciativa teve a adesão de parlamentares, intelectuais e acadêmicos, bem como de instituições culturais de prestígio, como a Accademia della Crusca, a Società Dantesca, a Dante Alighieri Society, a Associação de Italianistas e a Sociedade Italiana para o estudo do pensamento medieval.

A casa onde nasceu Dante Alighieri, atual museu, em Florença Foto: Reprodução

2021

O aniversário dos 700 anos da morte de Dante Alighieri, em 2021, deverá contar com diversos eventos, em toda a Itália e no exterior.

A Poste Italiane, empresa que presta os serviços postais na Itália, irá apoiar 70 pequenos municípios que, por diferentes razões, estão vinculados aos eventos artísticos ou à vida de Alighieri. Os selecionados possuem obras, são mencionadas nos eventos da Divina Comédia ou estão ligados à vida aventureira do poeta. 

LEIA AQUI - A história do Idioma Italiano

A produção de um documentário especial produzido pela Rai e uma grande exposição na Scuderie del Quirinale, em Roma, são eventos previstos na futura programação.  Mais de 400 projetos chegaram ao Comitê Nacional para as comemorações dos 700 anos da morte de Dante, presidido pelo filólogo Carlo Ossola. 

Pai da língua italiana e um dos símbolos da Itália

Dante Alighieri (Florença, 1265- Ravena, 1321) é uma das figuras culturais mais importantes da história da Itália, se não a mais importante de todas. Poeta, linguista, teórico político e filósofo, nascido em Florença, ele era filho de uma família da elite social florentina. Dante, graças à sua obra, tornou-se um dos símbolos da Itália no mundo.

“A Divina Comédia” relata a viagem imaginária do poeta, ao inferno, purgatório e paraíso, onde ele encontra mortos ilustres do passado e de sua época. A obra foi originalmente intitulada Comédia e, mais tarde, foi rebatizada, com o adjetivo "Divina", por Giovanni Boccaccio. Grandes pintores de diferentes épocas criaram ilustrações para a Divina Comédia, destacando-se Botticelli, Gustave Doré e Dalí.

Imagem de Gustave Doré - Dante Alighieri - Inferno Foto: Reprodução

Em 1317, a primeira parte da Divina Comédia já era conhecida pelo público. A segunda parte foi publicada em 1319 e a terceira após sua morte.  Ela é considerada, universalmente, a maior obra escrita em italiano e uma das maiores obras-primas da literatura mundial. 

Em meio a diversas línguas e dialetos, a Divina Comédia promoveu a difusão e a compreensão do florentino na Itália, vindo a tornar-se o idioma italiano, como o conhecemos hoje.

Leia o livro A Divina Comédia (português)

Assista ao documentário sobre o Inferno de Dante (dublado)

Ouça o audiobook do livro A Divina Comédia Inferno  (português)

Ouça o audiobook La Divina Commedia (italiano)

Assista ao filme L'Inferno  (1911), dirigido por Giuseppe de Liguoro, baseado na obra "A Divina Comédia", de Dante Alighieri. Foi, provavelmente, a primeira adaptação da obra de Dante feita para o cinema.